sábado, 14 de fevereiro de 2015

ELEMENTO ÁGUA - ORIGEM DA VIDA




Na Mitologia grega, Poseidon era o deus dos mares e das tempestades marítimas. Seu humor era imprevisível e os gregos costumavam agradá-lo para ter boas viagens. Para os gregos, o reino das águas era cheio de mistérios, era o reino da fantasia e dos sonhos, um mundo no qual nada era exatamente o que parecia ser.
Ainda que fluida, a Água é o primeiro dos elementos que possui uma materialidade facilmente perceptível e que notadamente sofre a ação da gravidade.
A Água está diretamente relacionada com a fertilidade e à vida na Terra, sabe-se que a vida nasceu na Água e depois é que migrou para o meio terrestre e aéreo. Sem este elemento não haveria vida, o mundo seria estéril, do mesmo modo que os sentimentos e as emoções é que tornam a vida possível entre os seres humanos.
A água se amolda à forma do recipiente. Quando no estado liquido, a água não consegue preservar a forma, precisa de algo que a sustente e, quando o encontra, assume a forma do recipiente. Assim, o formato dos rios, lagos e oceanos guarda relação com a estrutura geológica dos terrenos que lhe dão sustentação (elemento Terra). Sabe-se que, psicologicamente falando, nossas características emocionais estão bastante relacionadas à nossa imagem corporal. Da mesma forma, a erosão hídrica cava sulcos na terra e modela bahias e falésias, em uma relação direta às nossas emoções que marcam nossas faces e determinam a saúde de nossos corpos.
Este é o Elemento da emotividade e sentimento. Ele amolece a rigidez da Terra, controla e regula o poder do Fogo e dá sentimento á comunicação do Ar. Utilizado de forma controla dá sensibilidade, intuição, empatia. Em excesso, origina sentimentalismo exagerado, pieguice, histeria emocional, descontrole e confusão.
Está relacionado com a função sentimento, o que lhes dá como característica dominante a capacidade de sintonizar com as necessidades emocionais mais profundas de si próprios e de outros. A sintonia com estas necessidades gera uma acuidade maior no que se refere á compreensão das vulnerabilidades humanas (empatia) e um profundo sentimento de proteção, que pode voltar-se sobre o próprio indivíduo (autoproteção) ou sobre os demais, gerando uma constante busca de segurança. A vida psíquica, tal como um oceano, tende a ser profunda e rica, com grande valorizarão da imaginarão, da fantasia e dos elementos do inconsciente.
Mas, dentre todas, a maior semelhança que noto entre o elemento Água na natureza e as características astrológicas do elemento Água (emoções e sentimentos) é que tanto em um rio ou mar quanto em nossas emoções, quanto mais fundo se vai, mais escuro fica e mais aumenta a pressão.

Sem a água, a pessoa seca, torna-se vazia, desidrata. Uma terra sem água é uma terra sem vida, sem valor. Há pessoas que não querem ter sentimentos para evitar a dor, mas se esquecem de que com a dor a gente aprende e se fortalece. No entanto, o excesso de água causa asfixia. Quando a água invade um local, tal como o fogo, também o destrói e causa danos permanentes, a diferença é que as marcas que ficam não são no corpo, mas na alma, são traumas emocionais. Depois da enchente ou de um Tsunami, perdemos pessoas que amamos e bens matérias que consideramos preciosos.

No sentido literal, a água mata nossa sede e a dos animais, faz crescer nossas plantações. É a chuva nos dias quentes, é aquele banho gostoso no fim do dia, que leva pelo ralo todas as impurezas do corpo.
No sentido abstrato, a água representa nossos sentimentos, sonhos, memórias emocionais, aquele abraço aconchegante, o carinho, colinho de mãe, de pai, de amigo ou de namorado (a).

O Elemento Água é movido pela emoção. Água é sentimento. Ao contrário do elemento ar, os signos de água não conseguem racionalizar e explicar as coisas, simplesmente sentem. Sendo assim, são signos que valorizam e entendem o ser humano e suas relações acima de tudo. Dotados de imaginação, sensibilidade e profundidade, os signos de Água são temperamentais, demonstram seus sentimentos e emoções com intensidade. Como são doadores por natureza, magoam-se com facilidade e tendem a se fazer de vítima. São signos receptivos que conseguem, empaticamente, se colocar no lugar do outro e por este motivo são considerados bons ouvintes.
A água carrega a relação lógica e racional para o universo de ressentidos, emoções, sentimentos e instinto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário